segunda-feira, 22 de maio de 2017

RC Bairrada 22 – 34 SL Benfica

Derrota encerra época história para a Aldeia do Rugby. Bairrada cai com honra diante o SL Benfica


O Moita Rugby Clube da Bairrada perdeu este Sábado diante o SL Benfica, a oportunidade de chegar à Divisão maior do Rugby Português. A jovem equipa Bairradina ainda saiu para o intervalo a vencer por 17-14 mas na 2ª parte algumas falhas individuais na sua defesa acabaram por ser determinantes para o desfecho final do encontro.

O jogo era de grande espectativa para a Aldeia do Rugby que, após ter subido de divisão o ano passado, jogava novamente para o mesmo desfecho, apesar de no início de época ninguém esperar tal feito por parte da Aldeia do Rugby. O Sl Benfica, um histórico do Rugby Português jogava em “casa” perante os seus adeptos e, com uma entrada mais concentrada no jogo, viria a marcar logo nos minutos iniciais do encontro através do seu centro.
A Bairrada reagiria pouco depois com um ensaio através de saída de formação ordenada por Rui Rodrigues, colocando o resultado em 7-7.
Num movimento muito semelhante ao 1º ensaio, o SL Benfica voltaria a marcar ensaio no meio dos postes, deixando já a ideia de alguma desconcentração na defesa Bairradina, que não esteve tao compacta como foi a sua imagem de marca um pouco durante toda a época.
Após mais uma falta da formação ordenada Lisboeta (foram muitas, nem sempre assinaladas), a Bairrada conseguiria marcar através de Gonçalo Almeida e colocava o resultado em 14-14 já perto do Intervalo.

Seria através da execução de uma penalidade a 60 metros que Gonçalo Almeida colocaria a Bairrada a vencer pela 1ª vez no encontro e levando o resultado ao intervalo para 17-14.
A 2ª parte o SL Benfica entrou novamente melhor, conseguindo sempre ganhar metros e colocar pressão no 3 de trás Bairradino, forçando o erro por parte da Bairrada, tendo com isso atingido a área de ensaio por duas vezes com movimentos muito semelhantes. Marcaria também numa 3ª vez através do 2º centro, colocando o resultado em 31-17.
A Bairrada, mesmo com algumas lesões e dificuldades durante o jogo nunca atirou a toalha ao chão e quis sempre jogar o tudo ou nada e conseguira marcar por André Abrantes, colocando o resultado em 31-22 a cerca de 8 minutos do final do encontro. Com uma réstia de esperança, a Bairrada jogava então para conseguir o difícil objetivo mas uma penalidade assinalada ao contrário colocaria um final, com o Benfica a marcar mais 3 pontos a seu favor.
A falta de bolas através das suas fases estáticas foi também uma condicionante para as linhas atrasadas Bairradinas que deram o seu melhor. Uma prestação coletiva aquém do que se pretendia, num jogo onde o terreno de jogo e a arbitragem em nada ajudaram a Bairrada.
A Bairrada lutou sempre para dar a grande alegria às suas gentes mas a verdade é que o SL Benfica foi mais forte neste encontro. Parabéns ao SL Benfica.
O Moita Rugby Clube da Bairrada termina assim o Campeonato em 3º lugar, numa época fantástica em todos os sentidos. Um especial agradecimento o  staff, direção e adeptos por todo o apoio e condições criadas para que esta equipa pudesse estar concentrada para jogar Rugby, a todos os atletas que deram tudo de si para elevar a Aldeia do Rugby a um nível mais elevado e por boas razões. Uma ultima palavra também para este grupo fantástico de amigos que a Bairrada teve em campo, que apesar das lesões e dificuldades sempre se manteve forte e unido.
Fica a promessa que voltaremos mais fortes!

Obrigado Bairrada! Somos pessoas de um meio pequeno com uma alma enorme!

Jogaram pela Bairrada
Diogo Pini, Vasco Gomes, Maurício Lameiro, Gonçalo Almeida, Jorge Marques, Rui Ferreira, David Tribuna e Miguel Heleno, Rui Rodrigues, Gonçalo Costa, André Abrantes, Jorge Carvalho, Pedro Heleno, João Pais e Flávio Maurício.
Suplentes:
Alexandre Pires, César Duarte, Bruno Almeida, André Galante, Pedro Miguel, Henrique Monsanto, David Lourenço e Diogo Pereira.
Staff
Treinadores: Marcelo Alves e Furio Cinti
Fisioterapia: Mariana Loureiro, Diretor de equipa: Vasco Rodrigues
--
Diogo Rodrigues

Fotografia: Diogo Pereira

Sem comentários: